Skip to content

Motivos para ter seu Laudo de Transferência Veicular





Sem o laudo transferência veicular em mãos é impossível fazer a troca de titularidade do carrinho lindo que você acaba de comprar, sabia disso? Podemos definir esse documento como um dos mais importantes dentro do procedimento de transferência de automóveis.

Uma pessoa quando compra um carro tem 30 dias para fazer a troca de titularidade, do contrário pode ser multado, e as 3 principais penalizações são:

  • Apreensão do automóvel para regulamentação.
  • Multa no valor de R$ 195,23.
  • Acréscimo de 5 pontos na carteira.

A responsabilidade de trocar o nome proprietário do veículo deve ser compartilhada entre as duas partes, comprador e vendedor, mas a tarefa de conseguir o laudo para transferência de veículo fica por conta do comprador, que quase sempre contrata um despachante para fazer isso.




Esse é um documento burocrático, ou seja, é preciso preencher formulários pagar taxas, organizar documentos e outros detalhes. Confira nos tópicos abaixo, todas as informações para estar com esse relatório do DETRAN em suas mãos.

O que é Laudo de Transferência Veicular?

O que é laudo transferência veicular
Motivos para ter seu Laudo de Transferência Veicular

O laudo transferência de veículo é o relatório no qual consta todos os dados do automóvel, relatório esse que é composto não só por documentos escritos, mas também fotos que comprovam a veracidade do que está sendo verificado.




Quando uma pessoa compra um carro, antes que seja feita a finalização da troca de titularidade no documento do carro, é necessário passar por uma vistoria, de peças, conferência de número do chassi e funcionalidade do automóvel em geral.

Dessa forma, é o documento que apresenta tudo sobre o carro, sendo que sem ele não é possível passar o carro para o nome de outra pessoa, e para conseguir ter o laudo veicular para transferência é preciso ser analisado vários fatores, que são:

Certificação de legitimidade do veículo:

  • Compatibilidade entre os números do chassi e os documentos.
  • Coerência entre o modelo descrito no documento e o que se encontra fisicamente.
  • Verificação de documentos legais e ficais como:
  • Seguro obrigatório em dia.
  • Imposto sobre a propriedade de veículos automotores – IPVA regulamentado.
  • Licenciamento do veículo pago.
  • Vistoria anual atualizada.





Depois de passar por toda averiguação de documentos e pendências legais, para ter o laudo para transferência de veículo é preciso passar por uma perícia física, ou seja:

  • Conferência de todo equipamento do veículo,
  • Itens de segurança, como cinto de segurança, airbag, extintores etc.,
  • Instrumentos de sinalização,
  • Bom estado de funcionamento do automóvel.

Em alguns estados, além de tudo isso, consta no laudo de transferência veicular, o bom funcionamento do veículo, ou seja, deve constar se o automóvel pode estar nas ruas ou não.

Qual o valor do Laudo de Transferência Veicular?




As taxas podem variar bastante, pois são definidas pelos DETRANs de cada estado, além disso, atualmente o departamento de trânsito dos estados, possui uma lista de EVC (empresas credenciadas para vistoria), e os valores somente são informados ao fazer o agendamento.

Em média o laudo para transferência de veículo valor, está em torno de R$ 180,00 a R$ 290,00, valor esse que já pode estar incluso nos serviços de um despachante, que no caso, cuidaria de todo procedimento de transferência sem o proprietário se preocupar com nada.

O que faz o Laudo de Transferência Veicular ser negado?

O laudo de transferência de veículo pode ter 3 tipos de situações, confira no quadro abaixo:

laudo transferência

E os principais motivos de ter o laudo transferência veicular reprovado na maioria das vezes são:

  • Numeração alterada do chassi.
  • Problemas no funcionamento do carro.
  • Pendências quanto à documentação.

No caso de reprovação é dado ao proprietário de veículo um prazo para regulamentação de tudo que foi indicado como “errado”, e só depois de no mínimo 30 dias será possível fazer outra vistoria.

Você pode verificar em nosso artigo, O que é feito em uma Vistoria Veicular?”, mais detalhes sobre o que os técnicos verificam e assim antes de fazer a solicitação do laudo transferência veicular, faça uma revisão a parte.

Quem deve pagar este Laudo de Transferência Veicular? O vendedor ou comprador?

Mas uma das maiores dúvidas é: “Quem deve pagar este Laudo de Transferência Veicular? O vendedor ou comprador?” E para ajudar esclarecer essa dúvida vamos dizer que esse pagamento depende da negociação, leia abaixo.

Isso depende um pouco da negociação que foi feita entre ambas as partes, mas normalmente, sobre o laudo transferência veicular quem paga é a pessoa que está vendendo o carro. Agora se a sua dúvida é: Onde solicitar este o Laudo de Transferência Veicular? Esse assunto é para o próximo tópico.

Onde solicitar este o Laudo de Transferência Veicular? Online ou no DETRAN?

Como já mencionamos atualmente os DETRANs estão fazendo parcerias com várias empresas onde fazer laudo de transferência de veículo pode ser mais rápido, mas neste caso é essencial verificar se realmente estão na lista de empresas permitidas para isso.

É possível agendar online a vistoria diretamente no DETRAN da sua região, mas para o agendamento da vistoria na sede do próprio departamento, e para isso basta seguir alguns passos, que são:

  • Passo 1: Encontre o DETRAN através da página: https://portal.prf.gov.br/multas-e-infracoes/lista-de-sites-detrans,
  • Passo 2: Encontre a opção veículos,
  • Passo 3: Clique em agendar vistoria,
  • Passo 4: Preencha todos os dados requisitados pelo site,
  • Passo 5: Escolha a data da vistoria,
  • Passo 6: Emita a guia de pagamento da taxa de transferência.

Como mencionamos se for solicitar o laudo para transferir veículo em uma das ECV, é preciso entrar em contato direto com a empresa escolhida.

E no vídeo abaixo você pode conferir como é feito o agendamento no DETRAN do Rio de Janeiro:

Como pôde ver, o laudo transferência veicular é muito importante, quando for comprar ou vender um carro. Mas você precisa estar ciente de muitas outras informações, e para isso basta dar uma olhada em nossos outros artigos do “Consultar Placas”.